6 excelentes shows em duas semanas!

Dias 07, 12, 13, 18, 19 e 20/06, Rodrigo Santos & Os Lenhadores fizeram 5 excelentes shows por MG e RJ!

Começou com uma sensacional estreia dia 07 no Leviano (Lapa-RJ), num show lotadaço e com muitos bis. O clima fervendo de férias e a Copa já se fazia presente na cidade. Nada melhor do que um show de rock pra levantar a Lapa! Foram duas horas de muita animação e o público em êxtase.

Nos dias 12 e 13, Rodrigo Santos e Os Lenhadores partiram para Belo Horizonte. Na estreia do Brasil na Copa do Mundo contra a Croácia, o trio ficou num luxuoso hotel reservado também pela FIFA (para hospedar a administração e os árbitros).

Assistiram e comemoraram juntos no quarto de Rodrigo a vitória do Brasil. O astral estava pronto pro show da noite no Seu Bar, em Nova Lima.

Em sua quinta vez na casa – e mais uma vez lotado – Rodrigo já tem um público cativo que impressiona pela idade mais nova e pela animação. É sempre uma catarse e dessa vez não foi diferente. Em duas horas de show, o cantor desfilou sucessos do Barão, dos Beatles e de sua carreira solo, além de músicas do novo cd “A Festa Rock”, que será lançado no segundo semestre desse ano. Showzaço e nova data marcada: 12/07, véspera da final da Copa.

No dia seguinte, os rapazes mudaram de “casa” e foram para mais um excelente hotel perto do local do novo show em BH, na nova e remodelada casa Los Mariachis.

No hotel, Rodrigo assistiu aos 3 jogos do segundo dia de Copa (inclusive o massacre holandês em cima da Espanha) e a noite partiria para fazer o show no Mariachis.

Rodrigo já havia estado lá 5 vezes quando a casa ainda se chamava Celtic. A primeira vez foi numa participação com a U2 Cover Brasil. Depois foi com sua banda.

Dessa vez a casa estava estreando uma nova roupagem, um novo e excelente palco/som e uma novíssima decoração (formato mexicano).

Em época de Copa – segundo dia de competição – BH estava lotadíssima de “gringos” que se renderam ao som de Rodrigo. Com figurino de camisas de seleções, holandeses (satisfeitos com sua maravilhosa exibição contra a Espanha), chilenos e chilenas (igualmente satisfeitos com a vitória de sua seleção), se juntaram aos vitoriosos brasileiros, que fizeram uma festa incrível e o resultado foi o de quase sempre: 3 bis com 5 músicas cada.

A plateia enlouquecida não deixava a banda sair do palco. Um show pra ficar na lembrança de todos. Santos distribuiu cds “Motel Maravilha” a todos, nos dois shows em BH e vários shows foram vendidos mais para a frente.

Voltando ao RJ (depois de passar por aeroportos que mais pareciam uma Torre de Babel), a quarta, dia 18, seria a vez da nova Melt (agora chamada de House Of Music), onde Rodrigo fará temporada dias 18, 25 e 28/06 e 02/07.

Dessa vez, Rodrigo foi com Jorge Valladão na guitarra (seu ex-baixista), pois Fernando saiu de férias com a família. A noite era de aniversário do presidente da Ambev, que já é grande fã do seu trabalho solo – e do show – do cantor. E foi novamente sensacional, com a casa lotada e a plateia animadíssima. Valladão mandou muito bem, houve canja de Paul Serran e Rodrigo cantou “Satisfaction” no meio do público!

Nos shows seguintes, 19 e 20, quem assumiu a guitarra foi Billy Brandão (Frejat/Erasmo Carlos). Dia 19 o Rio Scenarium foi a loucura, no décimo quinto show de Rodrigo na famosa casa carioca.

Lotadaça de estrangeiros de todas as nacionalidades e com centenas de brasileiros na maior paz, o show foi daqueles memoráveis, com gritos de guerra dos “gringos” que ficaram absolutamente em êxtase com o poder de fogo do show de Rodrigo.

Billy estreou muito bem e o show teve 5 bis. Começando dessa vez mais cedo, às 21h30, parecia que seria uma noite calma, vazia, uma quinta-feira tranquila, porém, já na terceira música, o ambiente foi enchendo e ficou sem espaço nem pra andar.

Na mistura de nacionalidades, Santos deu autógrafos e distribuiu cds em grande quantidade para moças e rapazes do Chile, Holanda, EUA, Inglaterra, Argentina, Itália, Espanha, Costa Rica, Alemanha, Colômbia, Uruguai, etc. Todos adoraram o show e algumas surpresas em terras estrangeiras podem vir a rolar.

Dia seguinte (20/06), foi a vez de uma epopéia de volta a MG, dessa vez para Itambé, para a XXVI Festa da Cavalgada. Novamente aeroportos cheios de torcedores com camisas e bandeiras. Chegando em BH às 19hs, pegou-se uma van para Itambé com uma viagem longa (quase 4 horas de duração) e direto pra passagem de som às 23h30.

Havia um palco só para o show de Rodrigo, portanto foi possível passar o som com calma, até às 00h30. Depois, ida para a linda pousada pra se aprontar para o show que começaria às 2h30 da manhã.

Depois de duas horas de um show bombástico para umas 1.500 pessoas (o tarde horário já havia levado umas 500 embora), a promessa de mais 20 shows pela região toda.

Foi um show fantástico onde todos adoraram e cantaram junto os sucessos do rock nacional. Billy também foi o guitarrista nesse dia e mandou muito bem. A banda saiu de lá com alma lavada e pronta para a viagem de volta às 6 da manhã, chegando no aeroporto de Confins às 9h30 e no RJ às 12h30. Mais encontros com torcidas e bandeiras, e a sensação de que, em qualquer idioma e nacionalidade, o show bate no coração e na veia de quem gosta de rock! Em época de Copa, cinco golaços!

Confira as fotos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *